DIY: Arco de balões desconstruído é tendência em festas infantis

E as festinhas infantis estão cheia de novidades, e algo que tenho visto são os arcos de balões, mas nada de arcos simétricos, como costumávamos ver na entrada das festas, agora eles estão totalmente assimétricos, bem coloridos e com adereços. E o mais legal é que são bem fáceis de fazer, basta usar a imaginação.

Tudo começou quando começaram a ver a beleza nos arcos de balões pós-festa, ou seja, quando eles já estavam desconstruídos e aí surgiu o nome “arcos desconstruídos”, como são popularmente conhecidos.

Características

  • Assimetria. Arco torto e/ou somente meio Arco.
  • Balões diferentes. Várias cores e tamanhos.
  • Harmonia. Cores do mesmo tom.
  • Presença ou não de outros itens de decoração. Flores, iluminação, etc.

Montagem

A montagem deste tipo de arco de balão chega a ser mais fácil, já que não precisa de tanta precisão em sua produção, porém atenção a dois itens: harmonia e criatividade. Muitas vezes, podem ser incrementados com adereços, como: flores, itens de iluminação, itens de decoração de festa e etc. O importante é ter uma forma abstrata, somente um lado ou com curvas e o conceito principal é ter balões coloridos e de diversos tamanhos.

Inspire-se nas ideias do Meu Mundo Infantil:

Férias: Shopping de Praia Grande tem atividades para a criançada

Quem está em Praia Grande pode aproveitar a programação no Litoral Plaza Shopping, tem feira de livros, com contação de histórias, oficinas e teatro de fantoche e muito mais. Uma loja do shopping também preparou atividades, entre elas, demonstrações de jogos clássicos, boliche e gol a gol e ainda tem estréia de cinema também, Meu Malvado Favorito 3 e Carros 3, devem estar em cartaz neste mês de Julho.

Feira do Livro
A Praça de Eventos do Litoral Plaza Shopping, em Praia Grande, promete ficar agitada nessas férias! Isso porque o empreendimento recebe a Feira do Livro, da Pé da Letra Editora. Além de contar com diversos clássicos infantis e infanto-juvenis a preços acessíveis, o espaço inclui uma programação cultural gratuita aos sábados e domingos, sempre às 16 horas, com contação de histórias, oficinas, teatro de fantoche, show de mágica e ilusionismo, caricaturista e pocket show musical. A Feira do Livro segue aberta ao público até o dia 06 de agosto, das 10 às 22 horas.

Feira do Livro1.JPG

Diversão em lojas
Pelo quarto ano consecutivo, a loja de brinquedos Ri Happy prepara uma programação super especial para as férias, a partir de 01 de julho. A loja terá a cada dia uma brincadeira diferente e promete conquistar os pequenos: boliche, test drive de carrinhos, demonstração de jogos clássicos da Estrela, boliche, demonstração Little Mommy, gol a gol, atividade homem aranha, entre as brincadeiras gratuitas oferecidas.

Cinema
Já para os pequenos que adoram cinema, a Rede de Cinemas Cinesystem prepara duas grandes estreias: no próximo dia 29, o filme ‘Meu Malvado Favorito 3’ entra em cartaz e segue durante todo o mês de férias. O longa ‘Carros 3’ tem estreia prevista para o dia 13 de julho e também promete lotar as salas do cinema.

Mais diversão
Outros destaques são os espaços de lazer do Litoral Plaza: o Parks & Games tem brinquedos que atendem a todos os gostos, são jogos coletivos, pista de dança, simuladores, carrinho bate-bate, brinquedões com obstáculos, entre outros. Já o Kidahora é um espaço de recreação infantil, no qual os pais podem deixar seus filhos com toda segurança, comodidade e tranquilidade enquanto fazem compras ou passeiam pelo shopping. Lá, as crianças participam de gincanas, oficinas de artes e teatro infantil. As duas atrações são pagas.

O Litoral Plaza Shopping fica na Av. Ayrton Senna da Silva, 1.511, em Praia Grande. Contato pelo telefone (13) 3476-2000. Para outras informações, acesse www.litoralplaza.com.br.

Vegetarianismo: “Parei de comer carne, depois que me tornei mãe”

Por Samantha Valdívia

Muita gente me pergunta: “Porque você não come carne?” E, às vezes, é difícil de explicar, porque na verdade não tem explicação, foi algo que começou de dentro para fora. No final da gravidez, começou uma restrição com a carne vermelha, simplesmente, fique sem vontade de comer, não queria mais sentir aquele gosto, sem explicação mesmo, do dia para a noite. Achei que pudesse ser algo momentâneo, como dizem “coisas de grávida”, e até passava pela minha cabeça voltar a comer carne (se sentisse vontade), mas já faz quase 4 anos que tudo isso aconteceu e essa vontade não voltou. Aliás, ela se estendeu (desde o início do ano passado), tenho restrição ao frango e desde o início deste ano, ao peixe.


E o que isso mudou em minha vida? Sou uma pessoa mais disposta, mais consciente, mais criativa, mais focada, mais reflexiva, mais amorosa… e por aí vai, tudo mudou para melhor. Se dizem que, com o passar dos anos, precisamos evoluir, é isso que está acontecendo na minha vida. A vida vegetariana, me trouxe o interesse pela meditação, por me conhecer melhor, por me conectar com meu eu interior, por aprender a controlar meus pensamentos, minha respiração, por querer sempre pensar positivo, viver com otimismo e amor. E daí, essa vida verde, me trouxe também uma preocupação extrema com a minha saúde (sem pensar no lado estético), por cuidar do meu maior bem, que é o meu corpo, preciso dele para viver, para brincar com meu filho, e o que eu quero é estar bem e feliz, pois só assim conseguimos fazer feliz, quem está ao nosso lado.

Podem acreditar, mas depois de mais de 3 anos sem comer carne, a consciência mesmo chegou apenas no início deste ano, a crueldade que é feita com esses animais, para satisfazer um luxo dos seres humanos, o sofrimento que eles passam para satisfazer um paladar, tudo isso é desumano, não quero nunca mais, ser conivente ou participar disso tudo. E você, quer continuar com essa vida ou evoluir?

No nosso ig @meumundoinfantil tem muitas receitas e dicas vegetarianas, só procurar pelas hashtags #segundanomeat e #meumundovegetariana

Crianças não precisam viver vida de adulto

Por Samantha Valdívia

Não é por nada não, mas tem me incomodado mães (digo mães porque esse é meu mundo), que se dizem super mães e não desgrudam do filho, levam-os para todos os locais, inclusive, para ambientes “impróprios”, como bares e locais de agitação e música alta.

Gente, desde quando levar crianças para esse tipo de lugar é bacana? Tá bom, criança tem que acompanhar os pais e etc, mas vamos ter um pouquinho de bom senso, a criança precisa visualizar a vida em bares? Ou seja, ela precisa ver o livre consumo de bebidas alcoólicas e cigarros? Ela precisa estar exposta a um tipo de música não apropriada à sua idade? Ela precisa se comportar como um adulto, mesmo sendo uma criança? Ela precisa estar acordada na sua hora de dormir? Ela precisa estar agitada, no horário que costuma estar calma? A resposta é NÃO. Ela não precisa de nada disso.

menina

Algumas vezes, transmitimos aos nosso filhos o que nós queremos, sem pensar no que, realmente, eles querem. Pensamos no nosso modo de ver a maternidade, no quanto queremos estar perto deles, no quanto queremos eles debaixo da nossa “asa” a qualquer custo e no quanto achamos que eles sempre estão bem do nosso lado. Mas esquecemos de suas vontades de crianças, de como é importante eles ficarem um pouquinho longe de nós, de como é importante conviver com outras pessoas, independente dos pais (como avós, padrinhos, tios…) e de como é de extrema importância, explorar o mundo “fora dos olhos dos pais”.

Não passe aos seus filhos as suas frustrações, por exemplo, “tive pais ausentes, então vou ficar o máximo junto do meu filho”, ou “o pai do meu filho não é presente, então ele precisa estar comigo o tempo todo”. Você precisa pensar que a vida na infância é muito diferente da vida que os adultos vivem. Não, eles não se contentam em ficar desenhando em uma folha de papel, que alguns locais dão, na tentativa de entreter as crianças, eles querem explorar, querem andar debaixo das mesas e subir em todas as cadeiras. E isso é mais do que normal, anormal é você achar que uma criança vai se comportar como um adulto, em um local NADA apropriado para ela.

Chevron: estampa que virou tendência na decoração de quarto infantil

O nome Chevron, pode lhe parecer estranho, mas você, certamente, já viu essa estampa por aí. Trata-se de um “V” invertido em zigue-zague, geralmente composto por duas cores. Por se tratar de uma uma estampa com padronagem forte e marcante, o Chevron, pode ser utilizado em quase tudo, desde paredes até tapetes.

 

O Chevron foi difundido pela marca italiana Missoni, que utiliza essa estampa em suas peças desde a década de 50.  Em francês, Chevron quer dizer “espinha de peixe”, e foi inspirado nas vestimentos de militares, que indicavam a posição da pessoa ou o seu tempo de serviço no exército.

france

Esse simples zigue-zague consegue trazer personalidade para um ambiente clean e combina com quase todos os estilos e decorações, desde os mais tradicionais até os contemporâneos. E você consegue fazer essa linda estampa em casa, basta usar fita crepe e tinta. Inspire-se!

 

7 dicas para lidar com a birra das crianças

Após ver situações no meu dia-a-dia que não concordo, pais desesperados, com reações que remetem à impaciência e incompreensão, resolvi estudar mais sobre esse assunto e a internet meu ajudou. Encontrei muita coisa bacana e resolvi juntar aqui nesse post, mas primeiramente, gostaria que você refletisse sobre essa pergunta: O que é birra? 

Os chamados “ataques de birra” são explosões emocionais por parte da criança, diante de alguma frustração, por algo que, pode não ser importante para um adulto, mas é para a criança e para o mundo infantil que vive. Como elas não têm maturidade para escolher a forma mais adequada de manifestar sua vontade, o pequeno parte para a birra ou “chilique”. Mais uma pergunta: Como lidar sem violência? Essas 7 dicas abaixo vão te ajudar:

1. Seja presente e oriente;
Em situações de birra, ficamos pensando que a criança não deveria agir daquela forma e acabamos ficando fora da situação. Esteja presente de corpo e mente, para conseguir orientar a criança.

2. Não dê sermão, acolha;
Querer ensinar algo na hora da birra, pode ser comparado a nadar na hora que está se afogando – quando alguém está se afogando, devemos salvar, acalmar e acolher, posteriormente, ensinar a nadar será algo proveitoso, evitando riscos de novos afogamentos -, assim também deve ser com as crianças. Tentar ensinar algo na hora da raiva e da birra, é inútil. Deixe os ensinamentos para depois e volte no assunto de forma tranquila, explicando para ela, como lidar com suas frustrações.

3. Coloque-se na altura da criança;
Lá de cima, você se mostra superior e distante, já se colocando na mesma altura dela, você se conecta, olhando em seus olhos, sentindo seus sentimento. Em vez de controlar, busque se conectar. Assim temos mais chances de ser ouvidos e respeitados por elas.

4. Nomeie o sentimento;
Ajuda-a a perceber o que ela está sentindo naquele momento, mostrando que isso realmente existe.

5. Acolha o sentimento e entenda suas razões;
Mostre-a o quanto é normal se sentir assim diante de uma frustração ou quando algo não sai da forma como queremos. Quando estamos nervosos, e alguém diz que temos razão, começamos a nos acalmar, não é mesmo? Isso acontece também com as crianças.

6. Divida sua vulnerabilidade;
Mostre que você também passa por isso, mostre o lado humano, explique que todos passamos por situações assim,  que isso vai acontecer muitas vezes em sua vida e na de todas as pessoas. Crie vínculos com a sua criança.

Resultado de imagem para birra de criança

7. Utilize a imaginação.
Este recurso vai ajudá-la a conseguir tudo que ela imagina, em seu mundo. Dê exemplos de acontecimentos parecidos em filmes, desenhos ou outro assunto, que ela possa reconhecer facilmente.

Espero ter ajudado, deixe seu comentário ou depoimento 😉

Beijos e até o próximo texto!!

 

Gratuito: “Festival LEGO” acontece pela primeira vez no Brasil e tem de games a piscina cheia de LEGO

Esse é daqueles passeios que realmente não dá pra perder! Primeiro porque é LEGO, segundo porque é gratuito e terceiro porque é MUUUUUUITO legal mesmo. Entre os dias 28 de junho e 16 de julho, acontece pela primeira vez no Brasil o “Festival LEGO“. São nove estações para as crianças brincarem, com atividades como corrida de carrinhos montados com as pecinhas, videogames, uma parede para montar no sentido vertical, espaço Disney, espaço Star Wars e até mesmo uma piscina cheia de LEGO! O evento acontece na Casa Bossa, no shopping Cidade Jardim, e faz parte da programação preparada especialmente para as férias escolares de julho 2017.

O tema do festival é “Inspirando os Construtores do Amanhã”. As crianças poderão optar por fazer mais de uma atividade durante 50 minutos e as menores de 12 anos deverão estar acompanhadas por um responsável maior de 18 anos.

Para participar, basta se cadastrar no local ou clicar aqui e fazer seu cadastro. Atenção! O site de cadastro ainda não está no ar! 

Lego-Zaffari

Conheça as 9 estações de Festival LEGO:

  • CORRIDA – CONSTRUÇÃO E COMPETIÇÃO – Nela, competidores deverão utilizar apenas peças LEGO e construir o veículo mais rápido, e fazê-lo andar em linha reta. Quem chegar primeiro, ganha a corrida! A partir dos 04 anos.
  • LEGO STAR WARS – Espaço para os fãs de ambas as marcas, onde os participantes serão desafiados a construir uma     nave intergaláctica utilizando a linha LEGO Star Wars. A partir dos 04 anos.
  • ZONA DE DESAFIO – Espaço onde as crianças precisarão trabalhar em equipe para alcançar o melhor resultado. Os participantes serão desafiados a construir um objeto – a torre mais alta ou a ponte mais resistente – em 10 minutos. Após a construção, os objetos serão testados. A equipe vencedora é aquela que conseguir construir a torre mais alta ou a ponte mais resistente. A partir dos 04 anos.
  • PISCINA DE LEGO® DUPLO® – Perfeito para a diversão em família, esse espaço conta apenas com peças da linha DUPLO®, desenvolvidas especialmente para as mãos das crianças entre um ano e meio e quatro. É só soltar a imaginação e criar suas próprias construções! A partir de 18 meses.
  • ZONA MONOCROMÁTICA – A criação nesse espaço é livre, exceto no quesito cor. Os participantes poderão construir qualquer objeto, no entanto, podem utilizar apenas uma cor de peça LEGO. A partir dos 04 anos.
  • LEGO FRIENDS + DISNEY – Especialmente desenvolvido para as meninas, inspirado na linha Friends e Disney Princess, elas poderão criar o que quiserem na mesa em formato de coração. A partir dos 04 anos.
  • PISCINA DE LEGO – Nessa piscina o importante é soltar a imaginação e se divertir, não importa a idade! A partir dos 04 anos.
  • PAREDE DE CONSTRUÇÃO – Junto à piscina, o público encontrará uma parede construída com as bases LEGO na cor branca. Os participantes poderão construir o que quiser, desde que seja fixo na parede.
  • GAMES LEGO – Os que adoram o mundo digital também poderão se divertir muito no evento. Os participantes encontrarão 5 diferentes games LEGO, divididos em estações:
    • 2 estações de LEGO Worlds. A partir de 4 anos
    • 1 estação de LEGO City Undercover. A partir de 4 anos
    • 1 estação de LEGO Star Wars. A partir de 4 anos
    • 1 estação de LEGO Marvel Super Heroes. A partir de 4 anos
    • 1 estação de LEGO Batman. A partir de 4 anos

      Fonte: São Paulo para Crianças

Saiba como se proteger de gripes e resfriados

Por Dr. Nael Hwas

Ultimamente é muito comum ouvir que “o clima está uma loucura”. De fato, as estações parecem estar cada vez mais “indefinidas”, e a mudança brusca de temperatura tem sido comum. Isso, somado a outros diversos fatores, favorece o aparecimento de gripes e resfriados com mais frequência. Mas você sabe identificar quando está resfriado ou gripado?

A maioria das pessoas não conhece a diferença entre os dois. O resfriado comum é uma infecção viral e traz sintomas mais leves como congestão nasal, coriza clara e espirros. A gripe também é uma infecção viral; mas nesse caso já surgem a febre alta, cefaleia (dores de cabeça), dores no corpo, mal-estar, tosse seca, dor de garganta e coriza. Geralmente, dura entre sete e 10 dias e também pode desencadear complicações como sinusite bacteriana, otite média e pneumonia.

portadaepistaxis

O profissional de saúde consegue saber se é um resfriado simples ou uma gripe avaliando o histórico clínico do paciente e realizando o exame físico. Assim, é possível fornecer um diagnóstico preciso.

Os resfriados podem ser prevenidos com medidas simples e que vão muito além do consumo de vitamina C. Boa alimentação, hidratação e higiene nasal também podem ajudar. A gripe, por sua vez, pode ser prevenida por meio da vacina anual. É importante estar sempre atento às campanhas nacionais de vacinação e seus prazos.

Não podemos esquecer, também, de proteger as crianças. A partir dos seis meses de vida a vacinação já pode ser aplicada; e, quando houver suspeita de qualquer complicação respiratória, é imprescindível levar a criança para uma consulta médica. O mesmo vale para os adultos, que têm o hábito de se automedicar. O ideal é buscar orientação especializada.

Dr. Nael Hwas é coordenador do Pronto Socorro Adulto do Hospital San Paolo, centro hospitalar localizado na zona norte de São Paulo.

Crianças desconectadas da natureza não se desenvolvem plenamente

Toda criança, independente de onde mora ou de suas condições socioeconômicas, tem direito ao contato com a natureza. Entretanto, infelizmente, não é o que acontece e o que se vê em muitos lugares pelo mundo.

85279723

A experiência na natureza reduz o estresse e dá ao ser humano uma sensação essencial de bem-estar, além de incentivar atividade, cooperação, criatividade, e uma maior conexão familiar. Estar em contato com a natureza, segundo Margaret, dá a pessoa o sentido de pertencer a algum lugar. “Quando não temos um sentimento de pertencer, ficamos vulneráveis ao medo, e as crianças que vivem com medo e falta de conexão não podem prosperar plenamente”, afirmou em seu texto.

Para abordar este tema, Margaret Lamar, diretora de Iniciativas Estratégicas para a Children And Nature Network (C&NN), escreveu um texto sobre a importância de as pessoas agirem em conjunto para conectar todas as crianças à natureza.

Informações: Catraquinha